Antônio Gonçalves confirma favoritismo e vence última etapa do Projeto De Braços Abertos em 2017

Maior campeão da história do evento, mineiro aumenta recorde com 9° vitória

Com performance perfeita, Antônio liderou o Vidigal de Braços Abertos do início ao fim. Foto: Agência Sport Session

O último domingo, 10 de dezembro, foi marcado pelo encerramento do Projeto De Braços Abertos em 2017. A quinta e última etapa do ano (a 25° desde 2012) foi no mesmo local onde ocorreu a abertura, na comunidade do Vidigal, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Mais de 500 pessoas estiveram presentes e garantiram suas medalhas de conclusão do percurso de 6 km. O primeiro colocado geral, mais uma vez, foi o mineiro Antônio Gonçalves, que encerrou o melhor ano de sua vida, aumentando o recorde de vitórias no projeto (nove em dez participações).

O aproveitamento de Antônio não é 100% porque terminou em segundo lugar na primeira edição de 2017, no próprio Vidigal. Na ocasião, ele foi ultrapassado por Welerson Rafael no último segundo da prova. O campeão lamentou a ausência do algoz e a chance de uma revanche esportiva. “Uma pena ele (Welerson) não ter vindo, seria uma disputa interessante. Eu acabei de chegar do Havaí, estou cansado por causa da viagem exaustiva, então seria uma competição aberta. Por incrível que pareça, a prova mais importante para mim nesta temporada foi justamente a que perdi para ele, pois eu vinha relaxando um pouco porque sempre ganhava e depois daquele dia eu voltei ao foco também na preparação”, revelou Antônio, natural de Piau.

Antônio Gonçalves aproveitou para falar dos planos futuros e agradecer por um ano perfeito. “Foi minha melhor temporada! Muitos troféus conquistados, viagens para o exterior para representar as cores do meu país em outras competições como o XTERRA e a Spartan Race e ainda finalizei vencendo muito bem essa última De Braços Abertos, então agora é descansar e ano que vem tentar um novo desafio, que será o de correr 50 km, mas sem esquecer o projeto DBA, que eu gosto muito”, confessou.

A competição terminou também com a vitória de Paula Duque na categoria geral feminina. Na categoria comunidade os vencedores foram Misael Santos, que já havia vencido também na primeira edição, e Juliana Galdino.
O Projeto De Braços Abertos tem parceria com a UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) e patrocínio da Caixa Econômica e do Governo Federal. O calendário 2018 ainda não está definido.

Resultados do Projeto De Braços Abertos – etapa Vidigal 2 – 2017
Categoria Geral Masculino:                                                                              Categoria Geral Feminino:
1° – Antônio Gonçalves                                                                                       1°- Paula Duque
2° – Everton Costa                                                                                               2°- Juliana Imperial
3° – Francisco Antônio                                                                                        3° – Rosânia da Conceição

Categoria Comunidade Masculino:                                                                Categoria Comunidade Feminino:
1° – Misael Santos                                                                                               1° – Juliana Galdino
2° – Rafael Costa                                                                                                 2° – Vanessa de Souza
3° – Wellington Moza                                                                                         3° – Lucineide Alves

Aquecimento ao som de Michael Jackson e promessa de campeão no Santa Marta De Braços Abertos

Fly Vagner animou os participantes do Santa Marta com muita música de Michael Jackson. Foto: Guilherme Taboada / Agência Sport Session

Na manhã deste domingo, 20 de agosto, aconteceu a quarta etapa do Projeto De Braços Abertos em 2017. A sede da vez foi a bela comunidade Santa Marta, em Botafogo, que reuniu cerca de 1.000 atletas em um clima descontraído e muito amigável. A concentração para o início da prova de 6 km foi na entrada da região, à Rua Marechal Francisco de Moura, esquina com a famosa e principal Rua São Clemente.

Havia a preocupação com a chuva e com a queda de temperatura, porém São Pedro “deu uma ajudinha” e manteve o céu limpo durante todo o evento, que teve bastante ventania apenas. O responsável pelo aquecimento e pela animação da galera foi o coreógrafo global Fly Vagner, que comandou uma série de exercícios ao som de “Blame It On The Boogie”, do saudoso astro norte-americano Michael Jackson, que tem uma ligação histórica com a comunidade, já que a visitou em 1996, o que lhe rendeu uma estátua em uma das vielas do local. Fly, que também aproveitou para realizar o percurso da etapa, falou sobre o evento.

“Coloquei música do Michael Jackson porque tem toda uma ligação aqui com o Santa Marta. Os moradores têm muito orgulho de terem recebido um ídolo mundial e a galera ficou animada demais, então acho que deu certo. Mas a corrida foi ‘puxada’ como sempre, não é tão difícil quanto o Borel, mas tem escadaria demais. Particularmente adorei os becos e o percurso. Foi tudo show”, confessou.

A competição terminou com vitórias de Welerson Rafael e Isabella Delfim, nas categorias gerais masculina e feminina, respectivamente. Na categoria comunidade os vencedores foram Mateus Cardoso, que já havia vencido também em 2016, e Tayane de Almeida.

O pódio da categoria feminina teve Isabella Delfim no topo. Foto: Guilherme Ferraz / Agência Sport Sesssion

 

100% de aproveitamento e rivalidade masculina aflorada

O maior vencedor do Projeto De Braços Abertos não é carioca. Trata-se do mineiro Antônio José da Silva, de 27 anos, que já venceu sete edições até hoje. Sabendo dessa soberania, Welerson Rafael já conseguiu derrotá-lo na etapa do Vidigal, disputada no último mês de julho, mas quer feitos maiores. Almeja bater o número de vitórias do rival. 

Welerson venceu pela 2° vez e quer ser o maior vencedor do projeto. Foto: Guilherme Taboada / Agência Sport Session

“Fiz duas provas do projeto até agora e venci ambas. No Vidigal venci o Antônio na reta final, chegando um segundo à frente dele. Hoje aqui no Santa Marta foi uma vitória dois dias após meu aniversário, então também foi especial. Eu não tenho muita condição para treinar porque sou pai de filha pequena, trabalho com vendas, tenho esposa, então só de vez em quando dou uma corridinha básica, porém é mais um dom mesmo. Quero ganhar todas as etapas para desbancar o Antônio e quebrar o recorde dele”, revelou Welerson Rafael, de apenas 21 anos de idade, morador do bairro de Paciência, na Zona Norte.

O Projeto De Braços Abertos tem parceria com a UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) e patrocínio da Caixa Econômica e do Governo Federal. A próxima edição será no dia 24 de setembro, na comunidade do Caju, na Zona Portuária do Rio de Janeiro. 

Resultados do Projeto De Braços Abertos – etapa Santa Marta 2017

Categoria Geral Masculino:                                              Categoria Geral Feminino:

1° – Welerson Rafael                                                          1°- Isabella Delfim

2° – Bruno Njaine                                                                2°- Valdenize Rodrigues

3° – Otoniel Silvestre                                                          3° – Francilene de Souza

 

Categoria Comunidade Masculino:                                Categoria Comunidade Feminino:

1° – Mateus Cardoso                                                           1° – Tayane de Almeida

2° – Rosemar Ramos                                                           2° – Ana Luiza Marques

3° – Julio Costa                                                                     3° – Bianca Moura